Fundação Telefonica - Vivo

Visões de Futuro +15

Natura

Empresa de cosméticos se compromete com 50% de mulheres nos cargos de liderança até 2020.

Em maio de 2016, a Natura aderiu aos Princípios de Empoderamento das Mulheres (Women´s Empowerment Principles WEPs), promovidos pela Entidade da ONU para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) e pelo Pacto Global da ONU. A empresa tem como meta contar com 50% dos cargos de liderança (diretoria e acima) ocupados por mulheres até 2020. O índice atual está em 32% no Brasil e em 27% considerando todas as operações da marca.

Saiba mais:

  • O salário das mulheres é, em média, 24% menor do que o dos homens em todo o mundo, segundo relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), órgão das Nações Unidas para o desenvolvimento humano.
  • As mulheres representam mais de 49% do mercado de trabalho mundial, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT).
  • O índice de mulheres em cargos de CEOs e de diretorias executivas no Brasil chegou a 16% em 2017, segundo a pesquisa International Business Report (IBR) – Women in Business, da Grant Thornton. Em 2016 o índice era de 11% e em 2015 era de 5%.
  • O Brasil está à frente da média global, de 12% de mulheres no cargo de CEOs. A Tailândia é o país pesquisado com mais mulheres neste cargo, com 40%. Nova Zelândia com 2% e Austrália e Irlanda com 3%, apresentam os piores indicadores.
  • A Índia teve destaque nos últimos anos por casos hediondos de crimes sexuais praticados contra mulheres. De acordo com o Departamento Nacional de Registros de Crimes da Índia, foram registrados 36.735 estupros em 2014, para uma população de 1,25 bilhão de habitantes.  Neste mesmo ano no Brasil foram registrados 47.646 de casos para uma população de 200 milhões de habitantes.
  • Segundo o Mapa da Violência 2015, o Brasil contabiliza 4,8 assassinatos a cada 100 mil mulheres, o que coloca o país no 5º lugar no ranking mundial nesse tipo de crime.
  • O Mapa também mostra que a taxa de assassinatos de mulheres negras aumentou 54% em dez anos, passando de 1.864 em 2003, para 2.875 em 2013. No mesmo período o número de homicídios de mulheres brancas diminuiu 9,8%, caindo de 1.747 em 2003, para 1.576 em 2013.

http://www.natura.com.br/e/natura-adere-aos-principios-de-empoderamento-feminino-da-onu-mulheres-e-do-pacto-global

Sinais de Diversidade e Inclusão