Fundação Telefonica - Vivo

Visões de Futuro +15

Banheiros nas Escolas

Nos Estados Unidos a chegada de Trump freia avanços na questão LGBT.

O uso de banheiros em prédios públicos conforme identidade sexual era ponto pacífico nas Cortes de Justiça dos Estados Unidos durante a administração Obama. Porém, em março de 2017 a Suprema Corte rejeitou o pleito de um rapaz transgênero para uso de banheiro em seu colégio de acordo com a sua identidade sexual, refletindo uma mudança de posicionamento da nova gestão Trump.

Saiba mais:

  • No Brasil, a Resolução 12 do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais da Secretaria de Direitos Humanos, publicada em março de 2015, garante a estudantes LGBT o uso de banheiro de acordo com sua identidade sexual.
  • Segundo dados da Pesquisa Nacional sobre o Ambiente Educacional no Brasil 2016, estudantes LGBT relatam que são agredidos dentro das escolas e que isso atrapalha o rendimento nos estudos. 73% dos entrevistados foram agredidos verbalmente e 36% fisicamente. Entre aqueles que sofrem agressões verbais por causa da orientação sexual, 58,9% faltaram às aulas pelo menos uma vez no último mês. Entre aqueles que sofrem agressões físicas, esse índice sobe para 51,9%. A pesquisa constatou ainda, que os estudantes LGBT que vivenciaram maiores níveis de agressão verbal devido à orientação sexual ou identidade de gênero, tem probabilidade 1,5 vezes maior de relatar altos níveis de depressão.

https://www.nytimes.com/2017/03/06/us/politics/supreme-court-transgender-rights-case.html

Sinais de Diversidade e Inclusão